terça-feira, 26 de setembro de 2017

«a luta contra a pobreza é uma questão de justiça, não é um gesto de caridade»







«Os filmes “Afronte Negra!”, de Carina Aparecida dos Santos; “Tecendo a Liberdade”, de Luíza Matravolgyi Damião; e “Onde a Música Transforma”, de Pedro Ferrarini e Rodrigo Duarte; foram os vencedores do I Concurso de Vídeos da ONU Nelson Mandela, cujo tema foi “a luta contra a pobreza é uma questão de justiça, não é um gesto de caridade”». Leia entrevista com os realizadores.



CINEMA | «6 films that narrowed the Hollywood gender gap»






segunda-feira, 25 de setembro de 2017

D. Manuel Martins | «carácter de eleição que impressiona, arrasta e seduz»




«Morreu D. Manuel Martins, o “bispo vermelho”

Durante os 23 anos em que foi bispo de Setúbal, denunciou o desemprego, a fome, o trabalho infantil, a vida em barracas. Voz incómoda até ao fim, morreu este domingo, aos 90 anos de idade. O funeral é na terça-feira.
(...)
No início do ano, num almoço de homenagem pelos 90 anos de D. Manuel Martins, o antigo Presidente da República Ramalho Eanes elogiava-lhe, ainda sem precisar de recorrer ao pretérito perfeito, o seu “carácter de eleição que impressiona, arrasta e seduz”. “Chamaram a D. Manuel Martins o bispo vermelho. Como exemplo da sua acção: a praga do desemprego, a ofensa dos salários em atraso, o flagelo das barracas, a vergonha do trabalho infantil...”, enumerava então Ramalho Eanes (...)». Leia na integra no Jornal Público.

E de uma entrevista ao semanário Expresso em 2014:

Leia na integra



ENCONTRO FFMS|«Em que Pé Está a Igualdade?|30 SET 2017 | TEATRO S. CARLOS | LISBOA





«Em que pé está a igualdade?

Impactos, Desafios e Conflitos

Foram necessários séculos de lutas, conflitos sociais e revoluções para que todas as pessoas se tornassem iguais perante a lei. Ainda assim, muito está por fazer: no ocidente, os rendimentos e a riqueza continuam a ser distribuídos de forma desigual e teme-se pela estabilidade das sociedades. A desigualdade está hoje no centro do debate político e económico. 
A globalização e as tecnologias estão a mudar a natureza das desigualdades, criando uma sociedade com «ganhadores» e «perdedores», uns mais e os outros menos adaptados às rápidas mudanças. O populismo cresce neste ambiente de transformação económica que diminui a mobilidade social e tem enfraquecido a esperança de muitos num futuro melhor. As desigualdades do século XXI geram inquietação e põem em causa a ambição de se viver numa sociedade mais justa, uma aspiração que foi motor das democracias no século XX».




sexta-feira, 22 de setembro de 2017

FESTIVAL | «Olhares do mediterrâneo: cinema no feminino» | 28 SET 2017 - 1 OUT 2017 | CINEMA SÃO JORGE | LISBOA


«Já na sua 4.ª Edição, o Cinema São Jorge, em Lisboa, acolhe mais uma vez, de 28 de setembro a 1 de outubro de 2017, a realização de Olhares do mediterrâneo: cinema no feminino. Este Festival é um projeto do grupo Olhares do Mediterrâneo e do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA) e, entre outros, conta com o apoio da CIG.Segundo o Programa, este evento promove “a exibição de filmes oriundos da bacia mediterrânica (…). O Festival pretende divulgar o papel da mulher na produção cinematográfica, dando visibilidade ao seu trabalho e promovendo o intercâmbio com os profissionais do cinema em Portugal”». Tirado daqui.

AS MULHERES FORAM PROTAGONISTAS NA ENTREGA DOS EMMY



Do El Paìs - Blog Mujeres



«Las historias de mujeres, las mujeres mismas, fueron protagonistas de la última entrega de los premios Emmy. Su papel en la 69ª edición de los premios de la industria de la televisión no solo fue recoger galardones, sino levantar la voz para honrar una lucha feminista a todos los niveles. Así, permearon desde ese púlpito millonario en audiencia los discursos de la gala, desde una abierta denuncia a la violencia sufrida por las mujeres, hasta alusiones a escritoras, políticas, madres y hermanas; e incluyeron en sus reivindicaciones a la comunidad LGBTQIA, lo hizo Lena Waithe, la ganadora a mejor guion por Master of none». Leia na integra.



quinta-feira, 21 de setembro de 2017

CONFERÊNCIA SOBRE O ENVELHECIMENTO | Hoje e amanhã no Centro de Congressos de Lisboa



«Portugal será o país anfitrião da IV Conferência Ministerial da UNECE (Comissão Económica da Região Europa das Nações Unidas) sobre o Envelhecimento, que decorre nos dias 21 e 22 de setembro, no Centro de Congressos de Lisboa.
Sob o tema “A Sustainable society for all ages: Realizing the potential of living longer” (“Uma sociedade sustentável para todas as idades: realizando o potencial de uma vida mais longa”), o evento está a ser coordenado pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, e contará com a presença de mais de 400 participantes, incluindo membros do Governo de 36 países, altos responsáveis de 49 Estados-membros da UNECE, bem como outras entidades relevantes, designadamente das Nações Unidas, da Comissão Europeia e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico. Estarão igualmente presentes representantes de cinco países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e também da Índia. No total, estarão representadas em Lisboa mais de 50 nações». leia na integra.


FORMAÇÃO | «Ação de formação certificada gratuita: Prevenção, Sensibilização e Combate a práticas tradicionais nefastas em particular à Mutilação Genital Feminina (MGF)» | 25 /26 SETEMBRO 2017





«A Associação Mulheres sem Fronteiras, no âmbito do Projeto Pelo Fim da Excisão Faço (p)Arte – Projeto vencedor do 2º prémio da 3ª edição do prémio Contra a Mutilação Genital Feminina – Mudar aGora o Futuro, atribuído pela CIG, irá desenvolver uma ação de formação certificada gratuita: Prevenção, Sensibilização e Combate a práticas tradicionais nefastas em particular à Mutilação Genital Feminina (MGF) destinada a profissionais e voluntárias/os que prestam apoio técnico directo a requerentes de asilo e pessoas refugiadas das seguintes áreas: psicossocial, educação, desenvolvimento comunitário, jurídica, saúde».

A ação, de 18 horas, será realizada
 no CNAIM em Lisboa, 
nos dias 25/09 das 09h30 às 18h00, 26/09
 das 14h30 às 18h00 e 03/10 das 09h30 às 18h00.




quarta-feira, 20 de setembro de 2017

ANTÓNIO GUTERRES NO DIA INTERNACIONAL DA DEMOCRACIA | «Há uma crescente e profunda divisão entre as pessoas, assim como entre as pessoas e as instituições políticas que existem para representá-las. O medo está guiando muitas decisões. Isto é um perigo para a democracia»






A mensagem de António Guterres no DIA INTERNACIONAL DA DEMOCRACIA 2017 - 15 de setembro:


«O Dia Internacional da democracia é uma oportunidade para reafirmar ao mundo os valores consagrados na Carta das Nações Unidas: paz, justiça, respeito, direitos humanos, tolerância e solidariedade. Ainda assim, em muitas sociedades ao redor do mundo há uma crise de fé. Globalização e progresso tecnológico ajudaram a retirar muitos da pobreza mas também contribuíram para a desigualdade e a instabilidade. Há uma crescente e profunda divisão entre as pessoas, assim como entre as pessoas e as instituições políticas que existem para representá-las. O medo está guiando muitas decisões. Isto é um perigo para a democracia.
É tempo de reconstruir as relações entre as pessoas e os líderes, nacionais e internacionais. É tempo para que os líderes ouçam e mostrem que se importam, com seus cidadãos, com a estabilidade global e com a solidariedade da qual todos nós dependemos. E é tempo para toda comunidade internacional enfrentar uma de suas maiores deficiências: nossa inabilidade de prevenir crises. (...)».  Continue a ler.





WORKSHOP | «Transforming the Lives of Girls and Women through EU External Relations 2016-2020»| 25 SET 2017 | BRUXELAS



«The workshop, organised jointly by Policy Department C and the Policy Department of DG EXPO for FEMM and DEVE Committees, will bring opinions of experts on the implementation of the Joint Staff Working Document on "Transforming the lives of girls and women through EU external relations”, which was published by the European Commission and the European External Action Service on 21 September 2015.
It will be a preparation for an implementation report on the same topic, on which both Committees are working. Co-rapporteurs are Ms Dubravka Suica (EPP, Croatia) on behalf of FEMM and Ms Linda McAvan (S&D, UK) on behalf of DEVE. The Joint Staff Working Document includes the gender action plan for development 2016-2020 and is a new framework for the EU's activities on gender equality and women's empowerment in the EU's external relations, proposing a refreshed approach for the EU's policy and political commitments on gender equality to transform into more effective delivery of concrete results for girls and women».Veja Agenda


TRANSFORMING THE LIVES OF GIRLS AND WOMEN THROUGH EU EXTERNAL RELATIONS 
WORKSHOP FOR THE COMMITTEE ON WOMEN’S RIGHTS AND GENDER EQUALITY  
AND THE COMMITTEE ON DEVELOPMENT 
Tuesday 25 September 2017, ROOM ASP A1G-3, 15.00-16.30 




segunda-feira, 18 de setembro de 2017

VANESSA REDGRAVE | DOCUMENTÁRIO | «Sea Sorrow» | SOBRE A CRISE GLOBAL DOS REFUGIADOS




Legendado em português



Sea sorrow: «Estreado em maio no festival de Cannes, o documentário é "uma reflexão muito pessoal da atriz sobre a crise global dos refugiados", na qual recorda ainda o percurso pessoal e cita Shakespeare, segundo a publicação "Hollywood Reporter".
De acordo com a Leopardo Filmes, Vanessa Redgrave apresentará o filme, em antestreia nacional, no dia 19 de setembro, às 21.30 horas, no cinema Medeia MonumentalNa sessão estarão ainda Carlo Nero, produtor do filme, e Alfred Dubs, antigo deputado do Partido Trabalhista, do Reino Unido, e ex-presidente do Conselho para os Refugiados e que participou no documentário». Leia no JN.

«Sea sorrow» terá estreia comercial em Portugal a 28 de setembro2017

OLÁ CRIANÇAS! OLÁ JOVENS! | TALVEZ LHES INTERESSE (86) |«Apps for Good»








Apps for Good em terceira edição

Inovação social digital
No dia 20 de setembro, a Fundação Gulbenkian recebe a final da 3.ª edição do Apps for Good, uma iniciativa com origem no Reino Unido que desafia alunos dos ensinos básico e secundário (dos 10 aos 18 anos) a conceberem aplicações para telemóveis, ou outros suportes tecnológicos móveis, com intuitos sociais. Depois dos encontros regionais realizados em junho e julho, nos Açores, em Matosinhos e em Lisboa, onde cerca de 140 equipas fizeram apresentações de três minutos a um júri constituído por representantes de diversas empresas e instituições que apoiam este programa, foram selecionadas 21 equipas para a final na Fundação Calouste Gulbenkian.  Continue a ler.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

«Fernanda Borsatti era a vida»







«"Fernanda Borsatti era a vida", resumiu Galvão Teles, reagindo ao desaparecimento da actriz que dirigiu em A Vida É Bela?! (1982), e com quem já antes trabalhara no teatro. Quanto ao filme que fez com Borsatti, recorda ao PÚBLICO: "Ela teve um desempenho absolutamente extraordinário, trazia a vida com ela para dentro da imagem." A notícia da sua morte deixou-o "profundamente chocado e triste", diz. "É uma grande perda de uma geração que marcou de forma extraordinária o teatro, o teatro de revista e o cinema também, mas a memória da Fernanda ficará sempre, com esse riso dela e com esse seu gosto de brincar com a vida».Leia mais no Público.



Fernanda Borsatti com Fernanda Alves




ESTREIA | «Fátima - Caminhos da Alma» | HOJE | 15 SET 2017 | 21:30 | RTP 1



quinta-feira, 14 de setembro de 2017

«Mais de 75% das crianças e jovens migrantes para a Europa sofrem abusos»

Disponível aqui.


A propósito, duma notícia da «SIC notícias»:
«(...)
Mais de 75% das crianças e jovens adultos que tentam migrar para a Europa atravessando o Mediterrâneo central são vítimas de abusos durante a viagem, denunciaram duas agências da ONU num relatório divulgado esta terça-feira.A UNICEF, especializada nos direitos das crianças, e a Organização Internacional para as Migrações (OIM) estão particularmente preocupadas com o que acontece aos migrantes originários da África subsariana, neste relatório baseado em testemunhos de "cerca de 22.000 migrantes e refugiados, incluindo cerca de 11.000 crianças e jovens"."A pura realidade é que é agora comum as crianças que atravessam o Mediterrâneo serem vítimas de abusos, tráfico, espancamento e discriminação", concluiu a diretora regional da UNICEF na Europa, Afshan Khan, em comunicado. (...)». Leia na integra:



RITA LEE | «uma autobiografia»





«Do primeiro disco voador à última overdose, Rita é consistente. Corajosa. Sem culpa nenhuma. Tanto que, ao ler o livro, várias vezes temos a sensação de estar diante de uma biografia não autorizada, tamanha a honestidade com que conta as histórias. A infância e os primeiros passos na vida artística; a prisão em 1976; o encontro de almas com Roberto de Carvalho; o nascimento dos filhos, das músicas e dos discos clássicos; os tropeços e as glórias. Está tudo aqui. E o leitor pode ter certeza: esta é a obra mais pessoal que uma estrela rock lhe poderia oferecer.
Rita Lee tratou de tudo: escreveu, escolheu as fotos e criou as legendas – e até decidiu a ordem das imagens –, fez a capa, pensou na contracapa, nas badanas... Entregou o livro assim, totalmente pronto. Entregou-se a ela própria. Em livro». +.
E ainda este post,ou seja:

Rita Lee só há uma (mas mais deviam ser como ela)




quarta-feira, 13 de setembro de 2017

PATRÍCIA ROQUE MARTINS | «Museus (In)capacitantes / Deficiência Acessibilidades e Inclusão»



Ontem,  12 de setmbro de 2017, houve a apresentação do livro da imagem. Sobre ele:

«Este livro procura responder a perguntas que incidem sobre a relação dos museus com os públicos: Que funções desempenham os museus no processo global da inclusão? Como podem os museus garantir o acesso físico, informativo e educativo? Que práticas em museus podem levar à transformação social?
A obra dá a conhecer programas inclusivos em museus com coleções de artes plásticas no contexto internacional, nomeadamente em Londres, Nova Iorque e São Paulo. A partir de três estudos de caso, desenvolvidos pela autora no Museu Calouste Gulbenkian-Coleção Fundador e Coleção Moderna com grupos de pessoas com deficiência intelectual, pessoas com deficiência visual e pessoas da comunidade Surda, é evidenciado o potencial dos museus e da arte para gerar novas compreensões da deficiência na sociedade».Saiba mais.

LEMBREMOS A AGENDA 2030 | UM ODS DE CADA VEZ | OBJETIVO 9 | «Indústria, Inovação e Infraestrutura»


Indústria, Inovação e Infraestrutura
Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação
Investimentos em infraestrutura e em inovação são condições básicas para o crescimento econômico e para o desenvolvimento das nações. Garantir uma rede de transporte público e infraestrutura urbana de qualidade são condições necessárias para o desenvolvimento sustentável. Por meio da promoção de eficiência energética e inclusão social, o progresso tecnológico é também uma das chaves para as soluções dos desafios econômicos e ambientais. Garantir a igualdade de acesso à tecnologias é crucial para promover a informação e conhecimento para todos. O ODS 9 lista metas que visam à construção de estruturas resilientes e modernas, ao fortalecimento industrial de forma eficiente, ao fomento da inovação, com valorização da micro e pequena empresa e inclusão dos mais vulneráveis aos sistemas financeiros e produtivos. Veja as metas do Objetivo 9.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

BARBARA | «Septembre (quel joli temps)»








OUTRA VEZ A CASA DA ACHADA | Para relembrarmos o «ciclo terceira idade»



Terceira idade é o título do último livro de poesia de Mário Dionísio. A partir desta obra, propomos um ciclo para pensar a velhice, o que é isso de uma «sociedade envelhecida» e que problemas levanta, o que é «reformar-se», porque pode ter tanta força a «criação tardia» para artistas e amadores das artes, ou o que pode ser a riqueza de vida de alguém que viveu muitos anos e tem, por isso, muitas histórias para contar. Não são apenas questões de idade e de saúde, mas problemas da vida em comum e da transmissão cultural que, tudo indica, é uma questão política... e das complicadas. O que é isso de «conflito de gerações»? E será que «no meu tempo é que era bom»? Vozes, fazeres, ideias e artes de «mais novos» e «mais velhos», precisam-se!
A acompanhar o ciclo, todas as segundas-feiras há filmes ao ar livre, com personagens que vivem a terceira idade, e todos os dias uma exposição de quadros que Mário Dionísio pintou nos últimos anos da sua vida pode ser vista na Casa da Achada até 25 de Setembro: «Mário Dionísio - Pintura 1988-1993».





segunda-feira, 11 de setembro de 2017

ANA PAULO VITORINO | «já fiz finca-pé porque num organismo, de tutela conjunta, iam ser nomeados apenas homens»


Um excerto da entrevista da Revista « (a que se refere a imagem acima) do  semanário Expresso de 9 de setembro de 2017:

AINDA É NOTÍCIA | «Bibiana Steinhaus é a primeira mulher a arbitrar nos principais campeonatos europeus»




«(...)
"Nunca fiz isto com um objetivo de emancipação. Fiz simplesmente aquilo que amo. Mas se sou um exemplo para muitas jovens raparigas, ou mesmo uma pioneira para fazer avançar a igualdade de direitos, fico satisfeita, evidentemente", disse Steinhaus numa entrevista publicada dias antes do jogo». Leia na integra na SIC notícias.